quarta-feira, 17 de junho de 2015

MULHER ENTERRADA VIVA GRITOU POR SOCORRO


Um mulher de 49 anos, que sofria com um câncer e tinha sido declarada morta numa clínica, foi enterrada viva no cemitério de Peraia, perto de Salônica, noroeste da Grécia. O caso chocou o país e foi manchete nos principais jornais europeus.

Funcionários do cemitério e visitantes disseram ter ouvido "gritos desesperados" de dentro de um caixão, uma hora depois de a mulher ter sido enterrada.

"Parecia que alguém vivo tentava ser ouvido e esmurrava o caixão em busca de socorro", disse um dos visitantes a uma emissora de TV grega.

"A mulher gritava muito, era um barulho desesperador", afirmou outro. Moradores acionaram a polícia e o resgaste. A cova foi então aberta. Mas o socorro veio tarde demais: a mulher já estava morta.

A causa, segundo a polícia local, foi "sufocamento". O corpo da mulher será submetido a um novo exame. Familiares disseram à polícia que vão processar a clínica. 

Médicos ouvidos disseram que o coração dela não estava mais batendo e por isso a declararam morta. Um dos médicos disse que o corpo da mulher, antes de ser enterrado, apresentava "sinais de rigidez cadavérica".


Fonte: Clique AQUI.
Obs.: A imagem da postagem é para mera ilustração.


Nota: A mulher que foi enterrada viva na Grécia provavelemente sofreu de um distúrbio chamado CATALEPSIA. Esse distúrbio impede que o doente efetue movimentos, mesmo com os seus sentidos e funções vitais funcionando. O ataque cataléptico dura de alguns minutos a alguns dias. A pessoa paralisada pode ver e ouvir tudo que acontece à sua volta, sem poder reagir fisicamente, o que torna esse estado ainda mais angustiante.

A morte pode vir de várias formas. Porém, a origem da morte é a mesma: o pecado original. Deus avisou ao primeiro homem que se ele o desobedecesse certamente morreria (Gn 2.17). A morte é, então, o salário do pecado (Rm 6.23). 

Sendo inevitável, a diferença não vai estar na forma de como a morte virá para mim, mas, sim, qual será a minha situação diante de Deus quando ela chegar. Dessa forma, devemos estar preparados para a morte, permanecendo no Senhor Jesus Cristo, tendo em vista que a vida eterna é dom gratuito de Deus por Cristo Jesus nosso Senhor (Rm 6.23). Continuemos, pois, combatendo o bom combate e perseverando na fé, a fim de, quando acabarmos a nossa carreira, podermos dizer: "Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo Juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos que amarem a Sua vinda" (2 Tm 4.8).

Quanto a família da mulher grega que morreu de uma forma tão trágica, peço a Deus que a conforte nesse momento de dor e tristeza. 


Pastor Hafner
Lausanne - Suíça

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário