domingo, 28 de julho de 2013

PASTOR É ASSASSINADO EM TENTATIVA DE ASSALTO

O mestre de obras e pastor evangélico Gelson Fagundes Santos, de 46 anos, foi assassinado com um tiro no peito na sexta-feira (26),  em Abadia de Goiás, Região Metropolitana de Goiânia .
O crime aconteceu quando Gelson estava em um comércio da cidade para alugar alguns andaimes e dois homens teriam tentado roubar sua caminhonete. De acordo com a PM, o mestre de obras reagiu e começou a brigar com um dos suspeitos. O comparsa, que estava armado, disparou contra ele. A vítima morreu na hora e a dupla fugiu em um carro de cor escura.
Ao G1 , o prefeito de Abadia de Goiás lamentou a morte do ex-cunhado. "Apesar da separação, ele era muito amigo da família, tínhamos uma convivência muito boa. Estive com ele na quinta-feira (25) e conversamos por horas. Acredito que ele morreu por ter reagido", lamentou.
O prefeito disse que Gelson foi casado com a sua irmã durante 21 anos, com quem teve três filhos. Em 2008, ele chegou a candidatar-se a vereador em Abadia de Goiás, mas não conseguiu se eleger. Ainda de acordo com Romes, o caso será investigado pela Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), em Goiânia.
Imagens podem ajudar investigação sobre assassinato
A polícia pode usar imagens de câmeras de segurança para encontrar os suspeitos de terem matado o pastor evangélico Gelson Fagundes dos Santos, de 46 anos, com um tiro no peito. A vítima foi assassinada na sexta-feira (26), em Abadia de Goiás, na Região Metropolitana da capital, depois de reagir a uma tentativa de assalto, segundo a Polícia Militar.
Em um vídeo, é possível ver a caminhonete em que Gelson estava passando por uma rotatória. O pastor era ex-cunhado o prefeito de Abadia de Goiás, Romes Gomes e Silva, e também trabalhava como mestre de obras. Segundo a PM, ele estaria a caminho de um local onde alugaria andaimes para uma construção. “O tiro eu ouvi. Sai e o vi morto no chão", disse Vanderlei Alves, que forneceria os objetos para a vítima.
Na mesma gravação, aparece um carro de cor escura, repetindo o trajeto feito pelo pastor. Segundo a apuração inicial, o veículo seria dos dois suspeitos de terem cometido o homicídio e fugido do local.
Gelson será enterrado neste sábado (27), às 10 horas, no Cemitério Vale do Cerrado, em Trindade . A polícia agora deve usar outras imagens das câmeras de segurança para tentar chegar aos suspeitos. O caso será investigado pela Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), em Goiânia.
Fonte: g1.globo.com