terça-feira, 4 de julho de 2017

FACEBOOK NÃO SUBSTITUIRÁ IGREJA, DIZ PASTOR

(Imagem utilizada para simples ilustração)

Um pastor bastante conceituado ficou contrariado com as recentes declarações do fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, de que a rede social poderia um dia ocupar o lugar das igrejas na sociedade.
Robert Jeffress, pastor da Primeira Igreja Batista de Dallas, nos EUA, declarou em entrevista à Fox News não acreditar que a tecnologia substituirá a igreja cristã.
O líder da megaigreja, que tem mais de 10 mil membros, afirmou: “Acredito que a tecnologia certamente pode melhorar o ministério da igreja. Nos últimos 18 meses, tivemos 500 mil pessoas, de 192 países, que participaram de nossos cultos pela Internet”.
Para Jeffress, “A tecnologia pode melhorar o ministério da igreja, mas nunca irá substituir a igreja”. Ele lembrou as pessoas que “Deus criou a igreja” e “Zuckerberg criou o Facebook”, e certamente a igreja continuará existindo depois que Zuckerberg e o Facebook tiverem “desaparecido”.
O embate começou após o fundador da rede social anunciar que estava mudando o foco de sua empresa e se dedicaria a fazer que as pessoas de todo o mundo fizessem parte de comunidades.
Em palestra recente, sugeriu que existe um “vazio” deixado pela diminuição da frequência à igreja em muitas partes do mundo, sobretudo entre os mais jovens e que isso poderia ser preenchido pelo Facebook.
Para muitos, o CEO do Facebook estava insinuando que sua plataforma poderia substituir um dia a igreja como lugar comunitário.
Jeffress disse concordar com a ideia que os seres humanos foram, de fato, feitos para formar comunidades, mas não acredita que poderiam satisfazer essa necessidade através da tecnologia.
“Deus nos criou e precisamos de um toque humano. Precisamos da vida em comunidade, foi por isso que Deus projetou a família e também a igreja”, assegurou. “Mas essa necessidade de companheirismo humano nunca será satisfeita por uma tela de computador”. Com informações de Faith Wire
Visto no GOSPEL PRIME