sábado, 20 de julho de 2013

iPhone que 'matou' chinesa continua funcionando

Aparelho, na verdade, pode não ser o culpado pelo acidente, pois ela teria usado carregador falso.


iPhone envolvido na morte de uma chinesa de 23 anos ainda está funcionando. E provavelmente não foi ele que causou a descarga elétrica que matou a moça.

Uma emissora de Xinjang, na China, divulgou que a aeromoça Ma Ailun deveria estar usando um carregador falso no momento do acidente.

"Às vezes, os carregadores falsos economizam na qualidade. O protetor do circuito poderia não ser bom, o que poderia causar uma ruptura do condensador e, posteriormente, uma descarga de 220 volts de energia diretamente à bateria do telefone", explicou o especialista Xiang Ligang.

Há ainda outra possibilidade, segundo a EFE: de que o carregador tivesse sido fabricado para funcionar em Hong Kong, Taiwan e no Japão. Na China ocidental a voltagem é diferente, de 220, enquanto nos outros lugares é de 110.

Em casos assim, disse o especialista, o carregador seria sobrecarregado e aqueceria a carcaça do telefone, danando circuitos e inutilizando o aparelho. Mas não foi isso que aconteceu; o iPhone 5 que teria matado Ma ainda está funcionando - embora esteja todo queimado.

O cabo de dados, o carregador e a tomada permanecem intactos, de acordo com o jornal South China Morning Post.



Fonte: Site OLHAR DIGITAL