domingo, 29 de maio de 2011

Homens e mulheres: apesar das diferenças...

            Há quem defenda que é melhor uma mulher no governo do que um homem, pois ela é mais sensível, mais honesta e mais organizada. O povo de Fortaleza, capital do Ceará, pode dizer que este é um argumento falacioso, pois não possui validade lógica.

            Claro que existem mulheres que são sensíveis, honestas e organizadas - tenho como exemplos a minha mãe e a minha esposa, que, em uma feliz coincidência, se chamam, respectivamente, Maria e Marta (foto). Sei que, como elas, existem centenas de milhares de outras mulheres valorosas, às quais pode ser confiado até o governo de uma nação. O que não tem lógica é generalizar o perfil feminino, como se todas fossem iguais a Sara, Rebeca, Ana, Débora, Marta e Maria, e não houvesse tantas como Jezabel, mulher de Acabe, e Safira, mulher de Ananias - quem conhece a Bíblia sabe a quais mulheres estou me referindo.

            Hodiernamente falando, muitas mulheres têm se desvalorizado: bebem, fumam, se drogam, adulteram, roubam, se corrompem, e até sentem orgulho de dormir com vários homens diferentes - a exemplo da declaração de uma mulher pública que se lê mais adiante. 
                          
            É sabido que as mulheres são muito mais cobradas quando estão exercendo uma função de destaque. Parece que o telhado delas é de cristal e que as pedras estão sempre apontadas, esperando apenas uma falhazinha para serem arremessadas. Elas são mais exigidas em suas tarefas, principalmete pelos machistas de plantão. Na maioria dos casos, trabalham duas vezes mais que o homem para ganhar duas vezes menos.

            A competência da mulher para exercer funções antes exercidas exclusivamente por homens, tem sido diariamente provada. Sou passageiro frequente da TAP Air Portugal e,  num vôo que fiz de Genebra para Lisboa, uma voz feminina anunciou nos alto-falantes da aeronave: "Atenção, senhoras e senhores passageiros, aqui quem fala é sua Comandante!". São mulheres no comando de grandes aeronaves, a exemplo da Comandante Elisa Rossi (foto), de Santa Catarina. Infelizmente, há uma considerável exceção nessa regra: mulheres que se expõem ao ridículo, optando por uma vida fácil; que não aproveitam a oportunidade para mostrar que são tão capazes  quanto os homens; e, pior, mulheres que não louvam e nem glorificam a Deus com suas atitudes. Na Suíça, onde moro, não são poucas as estrangeiras, inclusive muitas brasileiras, que se casam com suíços apenas para obterem o cobiçado passaporte vermelho. Vivem um casamento de fachada, rodeado de traições. Isso sem falar nas que tomam o caminho da prostituição - mas este é um assunto que tratarei com mais profundidade em outra postagem. 

Fonte: clique aqui.
            A prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, está perdendo uma grande chance de mostrar ao Brasil e ao mundo do que uma mulher é capaz, quando utiliza de forma correta os atributos que Deus lhe conferiu. Ao contrário do que deveria fazer, se enveredou pelo caminho da corrupção e tornou-se a prefeita mais impopular do país, podendo até enfrentar um pedido de impeachment. Entre outras coisas, o Tribunal de Contas do Município "¹aponta que, de janeiro de 2007 a março de 2008, a prefeita petista e seis de seus assessores  gastaram 43 mil reais com os cartões corporativos, mas só prestaram conta de 3 198 reais. Os vereadores de Fortaleza investigam, ainda, o repasse de 94 milhões de reais para um tal Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Apoio à Gestão da Saúde, ONG petista que jamais prestou contas das verbas recebidas. Procuradores federais detectaram também um superfaturamento de 3 milhões de reais nas obras do Hospital da Mulher."

            Após fazer um "bolo" tão grande, a prefeita Luizianne Lins não deixou de confeitá-lo com a declaração que deu em uma entrevista na afiliada cearense da Rede Record: sobre o fato de "²ter erguido um jardim japonês para presentear um amigo íntimo da comunidade nipônica...", disse o seguinte: "Se fosse para homenagear namorados, eu teria de fazer muitos jardins." Perceba a que ponto a questão do "ficar" foi banalizada.

            Cientificamente falando, existem muitas diferenças entre homens e mulheres. Segundo o Professor Doutor  Renato M. E. Sabbatini, "além das diferenças anatômicas externas e dos caracteres sexuais primários e secundários, os cientistas sabem também que existem várias outras diferenças sutis na maneira pela qual os cérebros dos homens e das mulheres processam a linguagem, as informações, as emoções, o conhecimento, etc.  

            Uma das diferenças mais interessantes refere-se à maneira segundo a qual os homens e as mulheres calculam o tempo, estimam a velocidade de objetos, realizam cálculos matemáticos mentais, orientam-se no espaço e visualizam os objetos tridimensionais, e assim por diante. Ao realizar todas essas tarefas, os homens e as mulheres são extremamente diferentes, assim como o são quando seus cérebros processam a linguagem. Isso poderia explicar, afirmam os cientistas, o fato de que existem mais homens matemáticos, pilotos de avião, guia de safari, engenheiros mecânicos, arquitetos e pilotos de Fórmula 1 do que mulheres.
            Por outro lado, as mulheres são melhores que os homens em relações humanas, em reconhecer aspectos emocionais nas outras pessoas e na linguagem, na expressão emocional e artística, na apreciação estética, na linguagem verbal e na execução de tarefas detalhadas e pre-planejadas. Por exemplo, as mulheres normalmente são melhores que os homens em lembrar listas de palavras ou parágrafos.
            O "pai" da sociobiologia, Edward O. Wilson, da Universidade de Harvard, afirmou que as mulheres tendem a ser melhores que os homens em empatia, em habilidades verbais, sociais, e de proteção, dentre outras, enquanto que os homens tendem a ser melhores em habilidades de  independência, de dominação, em habilidades matemático-espaciais, nas de agressão relacionada a hierarquia, e outras características."
            Porém, diante de Deus, em Cristo Jesus, homens e mulheres são iguais, como está escrito: "(...) todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus. Porque todos quantos fostes batizados em Cristo vos revestistes de Cristo. Não há judeu nem grego; não há escravo nem livre; homem ou mulher; porque todos vós são um em Cristo Jesus" (Gl 3.26-28).
            Tanto homens quanto mulheres precisam ter um verdadeiro encontro com o Senhor Jesus Cristo. Quando isto acontece, as diferenças  passam  a fazer sentido e cada um reconhece o seu lugar  na família e na sociedade como um todo, evitando, assim, a necessidade de se provar quem é o melhor entre os dois. Por outro lado, sem o Senhor Jesus Cristo não haverá, diante de Deus, diferença entre a que pilota um avião com responsabilidade e a que governa uma cidade com leviandade - ambas precisam aceitar o Filho de Deus como Senhor e Salvador para a remissão dos seus pecados (Mt 10.32; Rm 10.9). Ninguém alcança a salvação por merecimento, pois todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus (Rm 3.23). A salvação é um favor que não merecemos, mas que é dado por Deus através do Senhor Jesus Cristo (Ef 2.8).

        Referência Bibliográfica:
  • ¹MEDEIROS, Júlia de. Revista Veja, Editora Abril, edição 2215, nº 18, 4/5/2011, p. 85.
  • ²Idem. Revista Veja, Editora Abril, edição 2215, nº 18, 4/5/2011, p. 85.  


Pastor Hafner
Chavannes - Suíça