sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Abbas pede na ONU Estado Palestino com capital em Jerusalém

               Presidente da Autoridade Palestina foi aplaudido de pé na ONU e disse que chegou o tempo para que os palestinos possam viver como qualquer outro povo do mundo


               São Paulo – Os chefes de estado aplaudiram de pé o discurso do presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York. Abbas pediu o reconhecimento e a independência do Estado da Palestina, bem como sua admissão na ONU. "Nossa meta é um estado independente da Palestina, com a parte leste de Jerusalém como sua capital”, reivindicou.

               "Quero afirmar que, antes deste discurso, eu, como líder palestino, entreguei ao senhor Ban Ki Moon (secretário-geral da ONU), o pedido de entrada do Estado Palestino como membro das Nações Unidas. Seu apoio para o estabelecimento do Estado Palestino e sua admissão na ONU é a maior contribuição para a paz no Oriente Médio”, afirmou o líder.

               Durante seu discurso, Abbas enfatizou que o povo palestino tem sido vítima de décadas de injustiça por parte de Israel. Ele criticou os acordos de ocupação da região da Palestina, da Faixa de Gaza, e da divisão de Jerusalém.

               Apesar das críticas ao comportamento de Israel nas negociações de paz no Oriente Médio, o presidente da Autoridade Palestina deixou claro que está disposto a buscar entendimento entre os dois povos. "Em nome dos palestinos, estendemos nossas mãos ao governo de Israel e seu povo para fazer a paz. Vamos fazer um futuro para nossas crianças onde possamos ter paz”, disse, sendo muito aplaudido.

               Ontem, em conversa com Abbas, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama disse que poderia usar o poder de veto que o país tem no Conselho de Segurança da ONU para negar o pedido palestino. Os EUA defendem que a admissão dos palestinos passa obrigatoriamente por uma negociação com Israel.

               Abbas concluiu seu discurso fazendo um apelo aos chefes de estado. “Seu apoio para o estabelecimento do Estado Palestino e sua admissão na ONU é a maior contribuição para a paz no Oriente Médio. Vim aqui hoje carregando a mensagem de um povo corajoso. A Palestina está renascendo. Que todos os povos do mundo estejam com os palestinos. Espero que não esperemos por muito tempo para que estas coisas se concretizem.”


Fonte: Exame (Clique aqui para ver o link).