sábado, 4 de junho de 2011

Estudo sobre o Tabernáculo - Parte 1.

            Vamos começar agora um  fantástico estudo sobre o tabenáculo que Deus mandou Moisés construir. Reproduziremos, principalmente, a fala do Pastor Benny Hinn, extraída de um vídeo produzido pela Celebration Publishers, Inc., com legenda e distribuição da  Comunhão Cristã Produções. Também vamos recorrer às informações contidas no livro História dos Hebreus, do historiador judeu Flávio Josefo, bem como na Bíblia de Estudo Pentecostal, da CPAD, e em outras fontes, cujas referências estarão devidamente informadas na última parte deste estudo.            

            "Há milhares de anos, Deus ordenou a Moisés: 'Faça-me um tabernáculo onde eu morarei'. E a glória de Deus desceu, como diz a Palavra, e Israel viu a nuvem de dia e o fogo à noite. E hoje, através deste estudo, vamos caminhar por todo o tabernáculo. (...) Que maravilhoso deve ter sido estar lá e ver aquela glória! 

            Iniciemos esta empolgante viagem através do tabernáculo. Comecemos com Êxodo 25.1. Pegue sua Bíblia e vamos começar. Verso 1: 'Então, falou o SENHOR a Moisés, dizendo: Fala aos filhos de Israel que me tragam uma oferta alçada; de todo homem cujo coração se mover voluntariamente, dele tomareis a minha oferta alçada' (Êxodo 25.1-2). Aqui o SENHOR começa a dizer a Moisés que materiais ele quer para a construção do tabernáculo, e cada coisa que o SENHOR dá a Moisés é sombra das coisas celestiais. A Bíblia diz em Hebreus 8.5: 'Os quais servem de figura e sombra das coisas celestiais, como Moisés divinamente foi avisado, estando já para acabar o tabernáculo; porque foi dito: Olha, faze tudo conforme o modelo que, no monte, se te mostrou' (Hb 8.5). O que Deus dizia é que o tabernáculo era sombra do que viria, de modo que, ao ler esta passagem, entendemos que vemos a sombra das coisas, porque a Velha Aliança nos dá a sombra, mas a Nova Aliança nos dá a substância. Israel caminhou na sombra das coisas, mas nós caminhamos na substância delas. E eu oro para que o Espírito Santo lhe dê uma tremenda revelação enquanto estudamos este assunto glorioso.

            Verso 3: E esta é a oferta alçada que receberei deles: ouro,... (símbolo de dinvindade) e prata,... (símbolo de redenção) e cobre,... (símbolo de sofrimento)...

           Enquanto vemos esta lista das coisas que Deus ordenou a Moisés, saiba que todas elas estavam relacionadas a Jesus. A Bíblia, de Gênesis a Apocalipse, é a revelação de uma pessoa: Jesus, o Filho de Deus. O ouro - Ele é divino. A prata - Ele é o Redentor. O cobre - Ele veio e sofreu.

            ...e pano azul,...  (azul = Jesus, o Filho de Deus) e púrpura,... (= Jesus, o Rei) e carmesim,... (= Jesus, o Salvador) e linho fino,... (= Jesus, o Homem Perfeito)...

             Essas quatro cores vão de encontro aos Evangelhos. Quatro Evangelhos, quatro cores que Deus mandou usar na construção do tabernáculo. Lembre-se: o tabernáculo é uma revelação de Jesus. Azul - Jesus, o Filho de Deus. Onde Ele está apresentado como Filho de Deus? Em João. E em continuação Deus ordena que haja púrpura - Jesus, o Rei. Onde está isto? Em Mateus. E carmesim - Jesus, o Salvador. Onde está? Em Lucas. E linho fino - Jesus, o Homem Perfeito. Onde está? Em Marcos. Quatro cores, quatro revelações de quem é o Filho de Deus. Em todo o Velho Testamento vemos estas quatro cores. As quatro revelações do Filho de Deus. Em Mateus é o Rei - a púrpura. Em Marcos é o Homem Perfeito - o linho fino. Em Lucas é o Salvador - o carmesim. Em João é o Filho de Deus - o azul. E continua:

            ...e pêlos de cabras,... - o Profeta (vamos mostrar-lhes essas coisas maravilhosas na Bíblia) e peles de carneiros tingidas de vermelho,... - o sangue do Cordeiro derramado (o animal real. Aquele que morreu e derramou Seu sangue) e peles de texugos,... (pele de texugo simboliza ausência de beleza - Isaías disse que quando Jesus galgava à cruz, não havia beleza para que pudéssemos desejá-lo) e madeira de acácia,... (a madeira de acácia representa a carne incorruptível. A única madeira que não apodrece nem se corrompe. Assim é que vemos Jesus, como tendo o corpo perfeito; carne perfeita; carne incorruptível. O Salmista declara: '...nem permitirás que o teu Santo veja corrupção'. Jesus morreu e ressuscitou, mas Sua carne não se corrompeu.) Continua: e azeite para a lâmpada,... - Ele é o Ungido. E especiarias para o óleo da unção e para o incenso aromático,... (isto fala de adoração).

            É impressionante como cada coisa que Deus dá a Moisés fala do Senhor e Seus ministérios. Agora, de modo assombroso, no verso 7, Deus começa a dar-lhe materiais simbólicos de nós, a Igreja. Diz:

            ...e pedras sardônicas, e pedras de engastes para o éfode e para o peitoral 

            Vai desde o ouro, a prata, o cobre, e desce até o final. Estas coisas são símbolos do Senhor e do que Ele fez na Terra; logo muda para as pedras, a Igreja viva. Onde está Cristo agora? Em Seu corpo vivo na Terra. E logo diz: 'Que as pedras sejam postas no éfode'. 'E farás...' - verso 8 - '...um santuário para mim e habitarei no meio deles'. Deus dá a ordem a Moisés: 'Trazei estes materiais e com eles fazei-me um santuário'. Todas estas coisas são uma sombra do que há de vir; são símbolos do Senhor e falam sobre quem Ele é. Depois o SENHOR declarou: 'E farão um santuário para mim'. Comecemos a ver e compartilhar este glorioso tema, o tabernáculo.

            Deus mandou Moisés construir o tabernáculo para aprendermos como entrar na presença de Deus. Quando Deus detalhou a Moisés a construção do tabernáculo, ele começou de dentro para fora - como Ele sempre faz: transforma de dentro para fora. Ele conserta o seu coração primeiro, até chegar ao exterior. Porém, para que possamos entender melhor o tabernáculo, vamos começar de fora para dentro. Comecemos com o portão:


            Esta é a parte que Deus deu a Moisés. Você pode ver as quatro cores (imagem do portão acima), todas simbolizando Jesus. Deixe-me acrescentar que este portão é chamado de 'O Caminho'. Isto te lembra alguma coisa? Claro que sim! Jesus chamou a Si mesmo de 'O Caminho'. E quando o Senhor Jesus disse 'Eu sou o Caminho', os judeus imediatamente entenderam o que Ele quis dizer: que Ele era o Caminho à presença do Deus Todo-Poderoso. E neste portão (imagem acima) vemos as quatro cores outra vez: vemos o azul - Jesus, o Filho de Deus. Vemos a púrpura - Jesus, o Rei. Vemos  o carmesim - Jesus, o Salvador. Vemos o branco - Jesus, o Homem Perfeito. Outra vez vão de encontro aos quatro Evangelhos, apresentando-nos a Jesus. Quando Moisés parou diante do tabernáculo, a primeira coisa que viu foi Jesus, o Filho do Deus Vivo. Com quem você se encontra no começo do Novo Testamento? Com Jesus, o Filho do Deus Vivo! Ele é o Caminho à poderosa presença de Deus. O Senhor Jesus também disse: 'Eu sou a Verdade e a Vida'. Logo ao entrar, você verá que a porta do Lugar Santo também se chamava 'A Verdade' - levava-os ao Lugar Santo, onde a Verdade era revelada no mobiliário do Lugar Santo. E ao continuar veremos o véu, que era chamado de 'A Vida', porque ali estava a glória. A entrada se chamava 'O Caminho'. A porta ao Lugar Santo se chamava 'A Verdade'. E o véu, que era a entrada do Lugar Santíssimo, era chamado de 'A Vida'. Jesus é a entrada - o Caminho. E a porta - a Verdade. E o véu - a Vida.

            Ao olhar para o portão (ver imagem acima) você encontrará algo muito importante. Ele era bem alto, o suficiente para não ver o que há por trás. Só passando e entrando é que se pode ver a glória e formosura do Senhor Jesus Cristo. Tudo o que se vê do lado de fora é quem Ele é e seus mistérios. Além da entrada, há uma cerca de linho branco que fala da perfeição do Filho de Deus, o homem Cristo Jesus. Como lhes disse em Hebreus 8.5: 'Estas são só uma sombra das coisas'..." 


  Em breve, continuação na Parte 2...  


Pastor Hafner
Chavannes - Suíça

2 comentários:

  1. A paz pastor

    Estamos aguardando a continuação do estudo, que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  2. Oi Pastor, a paz do Senhor. Eu fui muito abençoado com estas revelações, vou aguardar ansioso
    pela parte 2. Que o Senhor continue lhe abençoando.

    ResponderExcluir