domingo, 28 de julho de 2013

DESMASCARANDO O ECUMENISMO - PARTE 3

Papa Francisco reza com cristãos evangélicos da Assembleia de Deus durante visita em Manguinhos no Rio de Janeiro.


Em sua caminhada pela comunidade de Varginha, no Complexo de Manguinhos, na zona norte da capital fluminense, o papa Francisco parou em uma igreja evangélica da Assembleia de Deus e fez uma oração com o pastor e os cristãos protestantes, informou o padre Márcio Queiroz, que acompanhou o pontífice na visita à favela.

“Caminhando pela comunidade, chegamos até a igreja evangélica. Eu mostrei a ele que eles estavam no templo, e ele pediu para ir até lá para cumprimentá-los. O papa falou com o pastor e com as pessoas que estavam lá, e os convidou a rezarem um Pai Nosso”, disse.
O porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, também comentou a parada do pontífice na Assembleia de Deus. “O papa parou em frente à igreja e rezou com os fiéis da Assembleia de Deus que estavam na porta. Até eles pediram bênção. Foi um momento ecumênico, espontâneo e muito bonito”, ressaltou.

Fonte: Folha do Litoral Norte.


Ana Paula Valadão e Padre Fábio de Melo
A reportagem acima não me surpreendeu em nada. Quem leu as minhas postagens neste Blog, intituladas "DESMASCARANDO O ECUMENISMO - PARTE 1" (clique aqui para ver) e "DESMASCARANDO O ECUMENISMO - PARTE 2(clique aqui para ver), sabe do que estou falando. Porém, devo confessar que me resta uma certa dúvida: será que um pastor da Assembleia de Deus teria essa infame atitude de submeter os crentes sob a sua liderança a "rezarem" junto com o líder da maior igreja idólatra do planeta? E pior ainda: teriam os crentes dessa Congregação realmente pedido a bênção do papa, como afirmou o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi? Não quero acreditar numa coisa dessa, embora saiba que, nesses últimos dias, coisas desse tipo hão de acontecer cada vez mais, como expressamente diz o Espírito Santo: "...nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência..." (1 Tm 4.1,2).

O papa Francisco está cumprindo o seu papel, que é preparar o caminho para a manifestação do Anticristo. Claro que ele não está sozinho nessa empreitada, pois muitos vieram antes dele, e muitos estão agindo com ele na atualidade, inclusive organizaões políticas, religiosas "protestantes" e midiáticas. Todavia, o que nos chama a atenção é a cadeia de eventos que apontam para o iminente arrebatamento da Igreja. E, creia, os crentes que vão subir para a glória eterna não rezam pela cartilha do papa e, muito menos, estão sob a sua "bênção".


Pastor Hafner - Suíça

Nenhum comentário:

Postar um comentário