quinta-feira, 23 de maio de 2013

Linguagem Espírita na Versão Bíblica Almeida Século 21


O Pastor Dr. Paulo de Aragão Lins, membro do Conselho dos Teólogos do Distrito Federal – COTEDIF – Matrícula N°. 058/2007, formalizou uma séria denúncia em relação à versão bíblica Almeida Século 21.

Ele examinou detidamente a tradução e ficou satisfeito com a precisão da mesma. O Dr. Paulo tem realizado esta obra há mais de cinquenta anos. 

No entanto a versão em destaque conta com umas notas no final que trazem uma conotação altamente perigosa.

Essas notas, que estão nas páginas 1818 a 1824, intituladas “Temas Importantes da Bíblia” mostram alguns verbetes que podem trazer sérias confusões a algumas mentes. Trata-se de uma linguagem claramente espírita e alem da linguagem dão a clara ideia de defesa dessas falsas doutrinas.

O primeiro desses verbetes é o que se encontra na página 1823: “REENCARNAÇÃO”. Esta palavra é uma verdadeira aberração nos arraiais cristãos. Nenhum crente acredita em reencarnação. E o pior de tudo é que a Almeida Século 21 cita dois textos que não defendem a reencarnação. São textos usados por mestres espíritas para justificar que a pessoa pode morrer e reencarnar. 

O pior de tudo é que apresenta a história de João Batista e Elias. Para começar, Elias nunca morreu e como poderia reencarnar?

Vamos citar os textos na íntegra para você conferir:

Hebreus 9.27,28: “E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo, assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação”.

Desde quando o segundo aparecimento de nosso Senhor Jesus Cristo será uma reencarnação?! Isto é uma verdadeira aberração! Onde os editores dessa nova Bíblia foram buscar respaldo para esta doutrina satânica? 

O segundo texto se encontra em Mateus 11.10-14: “Porque é este de quem está escrito: Eis que diante da tua face envio o meu anjo,que preparará diante de ti o teu caminho. Em verdade vos digo que, entre os que de mulher têm nascido, não apareceu alguém maior do que João o Batista; mas aquele que é o menor no reino dos céus é maior do que ele. E, desde os dias de João o Batista até agora, se faz violência ao reino dos céus, e pela força se apoderam dele. Porque todos os profetas e a lei profetizaram até João. E, se quereis dar crédito, é este o Elias que havia de vir”.

Vamos repetir: este texto jamais poderá corroborar a reencarnação de Elias, uma vez que Elias nunca morreu.

O que Jesus estava dizendo é que João Batista veio conforme explica Lucas, “no espírito e virtude de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos, e os rebeldes à prudência dos justos, com o fim de preparar ao Senhor um povo bem disposto”. Isto nada tem a ver com reencarnação. Significa simplesmente que João Batista veio na mesma unção, na mesma autoridade e no mesmo sentimento e pensamento de Elias. 

O Dr. Russel Shedd é quem escreve o Prefácio desta Bíblia. Eu não acredito que foi ele que preparou estas notas. 

Sobre o Autor
Paulo de Aragão Lins é pastor, escritor, jornalista, dramaturgo, poeta, teólogo, filósofo, psicanalista, comendador e conferencista nacional e internacional. Nasceu em 1942, em João Pessoa, Paraíba. Já escreveu alguns livros, quase todos versando sobre a Bíblia.

Nota: O Pr. Paulo Aragão Lins "examinou detidamente a tradução e ficou satisfeito com a precisão da mesma". Logo, eu indico a compra da versão Bíblica Almeida Século 21. Todavia, ignore, risque, ou até mesmo arranque as páginas finais que constam as notas  que trazem uma conotação altamente perigosa, conforme o acima exposto. 

15 comentários:

  1. Muito obrigado pastor me ajudou , que Deus te abençoe :)

    ResponderExcluir
  2. Tava pensando bem em uma tradução exata e fluente comparado a essas traduções fracas e ótima
    Obrigado

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Faltou colocar as notas controversas e a nota do pastor Dr. Paulo de Aragão Lins. Pelo que li na referida Bíblia, ela não corrobora as doutrinas espíritas, ela as refuta. Acho que o Dr. Lins interpretou errado o comentário da Bíblia Almeida Século 21. Os doutores às vezes se equivocam também.

    ResponderExcluir
  5. Me espanta um Doutor em teologia fazer um comentário tão diminuto quanto uma tradução bíblica, usando apenas uma pequena referência, que não defende, evidentemente, a doutrina espírita. Até uma criança sabe que não está em foco a defesa de um princípio doutrinário espírita na referência sobre reencarnação. Apenas os editores deveriam ter usado outra terminologia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você ao ler interepretou que a referência esta tendo a intenção de refutar, mas isto foi a sua interepretação mas outras pessoas ao lerem podem pensar que esta corroborando. E este comentário desaprovando esta referência não foi só este pastor que fez eu já vi de outros pastores, e eu mesmo ao ler achei estranho. Eu não concordo com seu comentário que "ate uma criança...", pessoas podem sim se confundir, até mesmo uma criança. Qualquer nuance que coloque a doutrina biblica em perigo deve ser desaprovada. Você deveria tomar mais cuidado ao fazer suas observações.

      Excluir
  6. Se não és a favor, pelo menos não condenas.Palavras tão fortes, discriminatórias. Tão contra os ensinamentos de Jesus.

    ResponderExcluir
  7. Onde os editores dessa nova Bíblia foram buscar respaldo para esta doutrina satânica?

    Pergunta interessante!

    Satanás o Diabo tem enxertado neste meio religiosos à décadas doutrinas demoníacas, como inferno-de-fogo, alma imortal, trindade, predestinação, e agora espiritismo! É claro que a igreja evangélica sendo a filha da promíscua Igreja Católica iria sofrer a mesma influência espírita dela! Escute quem tem ouvidos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde juliano e Rogério eu não sou nenhum estudioso sou apenas um diácono que por bondade de Deus cuida de uma congregação com aproximadamente 70 membros da igreja Assembléia de Deus e não quero le criticar mas sim aprender e intender mais as escrituras, oque vc quis dizer sobre os exemplos que sitou sobre doutrinas satânicas que estão no nosso meio como Trindade alma eterna e inferno de fogo?

      Excluir
  8. Me desculpe, não consegui enxergar reencarnação, sendo citada nos versos.

    ResponderExcluir
  9. A intenção dos editores da bíblia não foi defender a reencarnação, e sim mostrar textos que a refutam. Ao citarem Hebreus 9:27, foi para mostrar que depois da morte segue-se o juízo e não uma volta a essa vida. Ao criarem Mateus 11:10-14, foi para mostrar que João não é reencarnação de Elias, mas que ele é O Elias, ou seja, o representante de Elias. De fato, o Dr Aragão se equívocou claramente.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir