sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Cantora Lu Bertolutti morre em São Paulo aos 32 anos


Morreu na madrugada (de ontem, dia 12), em São Paulo, a cantora gospel Lu Bertolutti. Ela foi internada emergencialmente após ter uma embolia pulmonar, seguida de diversas paradas cardiorrespiratórias. Ela recebeu o atendimento médico, porém não resistiu. A cantora estaria em Descalvado nesse final de semana para fazer o lançamento de mais um de seus trabalhos.

A embolia pulmonar é definida como a obstrução das artérias dos pulmões por coágulos (trombos) que se desprendem das veias com trombose venosa. Com isso os pulmões perdem grandes áreas de oxigenação do sangue, levando a graves alterações do funcionamento do organismo por falta de oxigênio, chegando mesmo até a morte.
Sobre Lu Bertolutti
Natural de Descalvado, Lu Bertolutti começou a demonstrar interesse pela música já na infância, quando tinha apenas nove anos de idade. Cresceu em cima dos palcos, se apresentando em shows de calouros, em programas de televisão e em caravanas regionais.
Já adolescente, fez parte de alguns grupos musicais, até decidir seguir em carreira-solo. A partir daí, o desejo de louvar a Deus e transmitir mensagens de fé só foi aumentando. Seu primeiro CD – intitulado Para o Seu Coração foi lançado em 2004 e repercutiu bastante dentro da comunidade cristã. Tanto que, pouco tempo depois, a cantora lançou Tome Posse, seu segundo álbum.
Em 2009, Lu foi convidada para participar, ao lado de cantores renomados do seguimento gospel como André Valadão e Rose Nascimento, do primeiro CD e DVD ao vivo do cantor Mattos Nascimento, com quem seguiu como atração de abertura da turnê Eu Quero é Deus.
Sempre envolvida com causas sociais, neste mesmo ano (2009), Lu foi apresentadora do programa Direito de Viver, transmitido pela Rede Vida; tal programa tinha como objetivo arrecadar fundos para o Hospital de Câncer de Barretos.

Em 2012, a cantora fechou contrato com a produtora SDR Produções Artísticas e um novo álbum começou a ser produzido, sob direção dos produtores musicais Cesar Ribeiro e Jefferson Pinas. O repertório deste disco é composto por músicas inéditas e algumas regravações, totalizando 15 faixas.
Fonte: Descalvado Agora
O G1 também publicou a notícia. Leia abaixo:


A cantora gospel de Descalvado (SP) Lu Bertolutti de 32 anos morreu na noite de quarta-feira (11), em São Paulo, vítima de embolia pulmonar. Internada no Hospital das Clínicas, ela teve seis paradas cardiorrespiratórias em menos de três horas e não resistiu. Ela lançaria seu segundo CD no próximo domingo (15) na cidade natal.

Segundo o tio e empresário da cantora, Silvio Rodrigues, Lu estava na empresa dele quando passou mal por volta das 17h. “Planejávamos como seria o show quando ela desmaiou. Ela voltou a si durante cinco minutos, mas sentiu falta de ar e desmaiou novamente. Só deu tempo de socorrê-la rapidamente, foi muito desespero”, relatou o tio. Por volta das 22h ela morreu.
Carreira

A cantora começou a carreira ainda na infância. Aos 12 anos, ela passou a integrar um trio chamado The Country Girls. Quatro anos depois ela largou o sertanejo para se dedicar à música gospel.

O primeiro CD da jovem, intitulado “Para o Seu Coração” foi lançado em 2004. Agora ela se preparava para apresentar o seu novo trabalho "Com Meu Louvor". “Nesse álbum ela amadureceu mais a voz e conseguiu estabilizar o nome dela no Brasil. Devido a essa fatalidade, acho que a música mais marcante é a que leva o nome do álbum, cuja letra diz ‘com meu louvor eu vou tocar o céu’”, disse o empresário.

Sonho

Filha única, Lu era solteira e mãe de uma menina de 10 anos e de um adolescente de 15. Segundo o tio, a cantora sempre foi uma pessoa saudável e batalhadora. “O sonho dela era viver da música e alcançar uma carreira de sucesso. Com isso, queria comprar uma casa para os pais. A cidade está comovida com essa perda. É uma sensação de importância total”, relatou o empresário.


Cantora lançaria novo CD no próximo domingo (15) em Descalvado (Foto: Lu Bertolutti/Arquivo pessoal)

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

VIÚVO APOSENTADO CASARÁ COM CABRA NA IGREJA DO DIABO

Foto: Elcio Alves/AAN
Um casamento nada tradicional, entre um homem e uma cabra, vai acontecer no mês que vem, na Igreja do Diabo, em Jundiaí. O aposentado Aparecido Castaldo, 74 anos, que é viúvo há mais de 15 anos e tem sete filhos, resolveu pedir a cabra de estimação, Carmelita, em casamento.
“Estou apaixonado por ela há dois anos. Chegou a hora de oficializar a união”, conta Castaldo.
Ele afirma que a parceira é a melhor companhia e quer fazer tudo como mandam os bons costumes, por isso a cabra vai ficar afastada do noivo por pelo menos um mês, antes do casório.
“Ela é muito melhor que mulher porque só come capim, não faz compras no shopping e não fica grávida”, explica Castaldo.
Além disso, o aposentado conta que em caso de traição é só colocar a cabra no forno e servir no jantar. “Já avisei pra ela que não quero ela metida com nenhum bode por aí”, diz.
Antes de procurar Toninho do Diabo, que concordou em realizar a cerimônia de casamento, no dia 13 de outubro, à meia-noite, Castaldo procurou outras igrejas, mas a ideia não foi bem recebida.
“Só a nossa Igreja do Diabo aceitou esse amor entre o homem e o animal porque não temos nenhum preconceito”, afirma Toninho.
Depois da bênção, o noivo promete uma festa de arromba, com direito a vinho e muitas frutas.
“Já convidamos até como padrinhos a Sabrina Sato e Bola, integrantes do programaPânico na Band”, conta Toninho.
E quem pensa que os filhos do aposentado não aprovam a união, se engana. Os sete filhos vão estar no casamento, para conhecer de perto a nova madrasta. O mais difícil é fazer a cabra usar o vestido de noiva, já que o primeiro traje confeccionado foi comido pelo animal e deu o maior prejuízo para o noivo.
“No primeiro véu colocamos essência de maçã e a Carmelita mastigou ele todinho”, conta Toninho.

Fonte:clique aqui.

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Pastor da Assembléia de Deus morre enforcado em Caruaru

Segundo informações do Programa Policial noturno da Rádio Liberdade, o "Resumo policial', com o radialista Adeildo Silva, o pastor da Assembléia de Deus (ministério Madureira), Jaélson José da Silva Cosme, 45, foi morto por meio de enforcamento.

De acordo com o repórter, a filha do pastor saiu de casa no início da manhã, e ao retornar, acionou a campainha da casa por várias vezes, e como o pai não apareceu, logo percebeu que havia algo de errado.

Foi quando pulou o muro e o encontrou o seu pai amarrado ao telhado com um arame enroscado ao pescoço. 

Ainda chamaram o Samu, que tentou reanimá-lo por várias vezes, mas apesar de todas as tentativas, o pastor não resistiu a uma parada cardíaca, vindo a óbito.

Os familiares disseram que ele estava levando uma vida relativamente normal, sem tomar nenhum medicamento, porém perceberam que nos últimos dias vinha muito calado, com um comportamento estranho.

A própria família não soube dizer o que o teria levado a tirar a própria vida.

Leia mais