quarta-feira, 28 de novembro de 2012

PASTOR E MISSIONÁRIA ESTÃO PRESOS NO SENEGAL

Missionários Zeneida e José Dilson estão presos no Senegal

O senador Magno Malta (PR-ES) disse, nesta quarta-feira, 28, no Senado Federal, em Brasília, que dois missionários brasileiros presos no Senegal devem ser soltos em, no máximo, 10 dias. O pastor mineiro José Dilson, líder do projeto Obadias, e a missionária baiana de Itapetinga Zenaide Moreira Novaes estão presos acusados de acolher e evangelizar crianças que frequentam escolas islâmicas naquele país do continente africano.
 
Segundo informou o pastor José Sanches, do projeto Fronteiras África, os missionários foram enviados à região de Mbur, no Senegal, pela Agência Presbiteriana de Missões Transculturais (APMT). Ambos permanecem retidos e foram transferidos para a cidade de Thiés, vizinha ao local onde foram detidos, para prestarem novos depoimentos.
 
O senador Magno Malta visitou os brasileiros presos em companhia dos deputados Paulo Freire e Ronaldo Fonseca. Antes da viagem, os congressistas visitaram a embaixada do Senegal, em Brasília, onde ficaram sabendo que aquele país é laico, embora o Senegal tenha 94% de pessoas de confissão islâmica. “Há quase 400 mil crianças, quase meio milhão de crianças, abandonadas na rua. E lá nós temos um pouco mais de 250 brasileiros, missionários, que deixaram um país que esta com a economia estabilizada”, discursou o senador.
 
“Ao descer naquele país fomos ao chamado Orfanato-Escola, um lugar limpo, cheio de crianças chorando, por conta da missionária Zeneida que, aliás, é uma baiana do interior, lá de Itapetinga, também de onde eu fui criado”. O senador disse que o pai da missionária, Zacarias, congregava na mesma igreja que a mãe dele, conhecida como Dadá.
 
Magno reforça que as crianças estão chorando pela volta de Zeneida. “Chorando sabem por quê? Com medo de ela não voltar, com medo de as autoridades fecharem o Orfanato-Escola e com medo de voltarem para a rua”, narrou o senador.
 
A comitiva de parlamentares brasileiros se reuniu com o chefe tribal da região onde atuam os brasileiros que disse serem os missionários e pastores como filhos para ele. Depois, foram ao Ministério das Relações Exteriores do Senegal e ao presídio ver os prisioneiros.
 
“Nós encontramos com um coronel que serviu 33 anos na ONU. Ele nos recebeu educadamente, um homem sensível, um homem que conhece a necessidade do seu país e a necessidade de que países irmãos mandem missões para poder ajudá-los. Ele disse a mim e ao deputado Ronaldo Fonseca: ‘Vou mandar chamar os prisioneiros’. E nós preparamos o nosso espírito para consolá-los”.
 
Ao receber a visita dos congressistas brasileiros, o pastor brasileiro mostrou-se resignado. ““Fiquem em paz, que nós somos prisioneiros de Cristo”. Aliás, dizia o coronel do presídio, se depender do meu relatório, eles já estarão na rua. E diziam os advogados: nos próximos 10, 15 dias, eles irão para a rua”.
 
O Itamaraty e a Embaixada do Brasil no Senegal contrataram advogados para atuar na causa, com a entrada de Habeas Corpus. O senador capixaba destacou o profissionalismo dos funcionários do governo brasileiro. Também a APMT contratou advogados e pede orações pela soltura dos missionários.

 
 Fonte: Blog Pimenta na Muqueca.

SINCRETISMO RELIGIOSO NA ASSEMBLEIA DE DEUS?!


O primeiro texto dessa postagem, de autoria do Pastor Ciro Sanches Zibordi, mostra a perplexidade desse pastor após ter assistido ao vídeo onde alguns irmãos fazem uma apresentação de Capoeira (isso mesmo, Capoeira) dentro de um templo da Igreja Evangélica Assembleia de Deus (isso mesmo, Assembleia de Deus). O Pastor Ciro intitulou o seu texto dessa forma: "Não acredito! Capoeira na Assembleia de Deus?!". 
 
Ora, tal apresentação já teria sido um absurdo, caso a Capoeira fosse apenas uma luta e/ou dança da cultura afro-brasileira, tendo em vista que os seus rituais e suas canções fazem apologia a espíritos malignos. Mas não é apenas isso. A Capoeira está diretamente ligada ao Candomblé, conforme o segundo texto apresentado mais abaixo, escrito por Françoise Batista para o site Diário dos Orixás.
 
Diante do exposto, creio que o título desta minha postagem é mais pertinente que aquele dado pelo Pastor Ciro ao seu texto, pois não é apenas uma luta que está sendo trazida para dentro da igreja, mas uma das práticas do próprio Candomblé. E isso não passa de sincretismo religioso, praticado há séculos pela Igreja Católica Apostólica Romana e que tanto criticamos, pois vai frontalmente de encontro à Palavra de Deus.
 
Leia abaixo os textos do Pastor Ciro Sanches Zibordi e de Françoise Batista. Compare-os e deixe a sua opinião em um comentário.  
 
¹"Sinceramente, estou pasmo. Acabei de assistir a um vídeo em que 'adoradores' jogam ou dançam capoeira dentro de um templo da Assembleia de Deus, ao som de 'É na paz de Deus, meu irmão' e 'Com muita alegria e gozo, assim se louva a Deus'. Confesso que, se me tivessem contado, eu não acreditaria, porém reconheci o templo, onde já preguei algumas vezes. Não me pergunte: 'Onde?', por favor.
 
Surpreender-me-ia, se tal evento tivesse ocorrido em uma igreja neopentecostal, onde não tem havido limite para invencionices e 'loucuras gospel'? Não. Mas dentro da Assembleia de Deus?!
 
Como assembleiano, considero esse episódio tão aberrante e infeliz quanto o da associação de alguns líderes com a seita do 'reverendo' Moon. Verdadeiramente, está se cumprindo o que a Palavra de Deus diz em 2 Timóteo 4.1-5. Mas não podemos nos conformar com este mundo tenebroso (Rm 12.1,2; Fp 2.14,15).
 
A profanação, a secularização e a dessacralização do culto a Deus precisam ser denunciadas e combatidas, nesses últimos dias, por aqueles que amam a simplicidade e a pureza do Evangelho (2 Co 11.3,4). Que Deus ajude os 'sete mil' defensores do Evangelho (Fp 1.16) que não se prostraram diante de Baal a continuarem ensinando o povo de Deus a andar pelo caminho estreito (Mt 7.13,14), não se prendendo a 'jugos desiguais' com os infiéis (2 Co 6.14-18)."
 
Assista ao vídeo:
 
 
  
Os Sons dos atabaques unem cultura e religião.
 
Por Françoise Batista
 
  
²"Dos Quilombos surge a Capoeira. Brincadeira utilizada pelos escravos como uma forma de distração, mais tarde se tornou instrumento de luta e defesa e este jogo da Capoeira segue presente até os dias de hoje e é constantemente associado aos terreiros de Candomblé. Considerada pelos estudiosos com uma expressão cultural afro-brasileira, a Capoeira une elementos tradicionais originados dos negros da África e dos ritmos brasileiros como o Samba e axé. Os instrumentos de percussão como: o berimbau, agogô, atabaque, pandeiro e outros é que criam o ritmo que envolve a Capoeira, que se inicia primeiramente com a formação da “roda” a partir destes instrumentos. Os capoeiristas então iniciam um canto de louvação dos feitos e qualidades de capoeiristas famosos, conhecido entre eles como Ladainha. Ao término da Ladainha, vem o Canto de entrada, no qual os capoeiristas se benzem e dão início ao “Jogo”. Após o canto de entrada vem a chamada Corrida, que com seus toques e cânticos acelerados, animam o “Jogo”. Tudo na Capoeira tem um significado, seja no golpe, no toque dos instrumentos ou até mesmo nas cantigas. Algumas inclusive são usadas para provocar os participantes e são chamadas de Cantigas de Sotaque. Na capoeira existe um toque que era muito utilizado pelos escravos, o chamado Aviso, que servia de comunicação entre eles, para alertar a presença do capitão do mato ou da polícia. Tudo na capoeira tem um significado expressivo que é facilmente reconhecido pelos seus participantes. Desde o toque dos instrumentos aos golpes, tudo foi criado pelos escravos não só como forma de distração, mas também como uma maneira de comunicação entre eles.
 
Expressão cultural ligada à cultura afro-brasileira a Capoeira possui uma relação muito íntima e intensa com o Candomblé, pois sua visão de mundo se expressa através dos Orixás cultuados nos rituais de Candomblé. Em algumas regiões do Brasil, muitos capoeiristas famosos ocupam lugares de destaque nestes rituais como “filhos” de entidades ou como “incorporadores” das mesmas. A semelhança que há entre a Capoeira e o Candomblé é algo impressionante e que pode ser claramente observado, pois ambos contemplam um ritual de consagração a liberdade, camaradagem e alegria e suas raízes expressam religiosidade, sensualidade, dança e cultura, elementos típicos da cultura afro-brasileira que muito enriquece a cultura do nosso país.
 
Presente nos terreiros de Candomblé de todo o país, a Capoeira tornou-se para muitos deles uma ferramenta de resgate da cultura africana. Em Belo Horizonte, O Projeto de Capoeira – Kizomba, ligado a Associação Quilombola Manzo Ngunzo Kaiango, conhecido popularmente como (Terreiro do Pai Benedito), atende atualmente 90 crianças e jovens do entorno da comunidade e foi criado a partir da necessidade de se preservar a juventude negra através dos ensinamentos da Capoeira. O Projeto é coordenado por um dos filhos do Terreiro que é Mestre de Capoeira e as aulas são realizadas no próprio terreiro situado no Bairro Santa Efigênia. Sem ajuda ou incentivo de órgãos governamentais ou empresarias o Projeto segue seu percurso visando contribuir com a formação de jovens e criança, através do resgate de sua identidade, auto-estima e ao mesmo tempo procura educá-los para o pleno exercício da cidadania e solidariedade."

Nota: Vale salientar que essa apresentação de Capoeira foi efetuada em um dos templos da Igreja Assembleia de Deus Ministério do Belém, na cidade de Sorocaba - São Paulo. 

Creio (e gostaria de continuar crendo) que o evento em questão foi uma decisão da liderança local, e não da liderança do campo ou de outras congregações. Dessa forma, mesmo não fazendo parte do Ministério do Belém, acredito, ainda, que a maioria dos líderes desse ministério zelam pela sã doutrina e não admitem práticas contrárias à Palavra de Deus. 
 
 
Fontes dos Textos:
 
²Diário dos Orixás. Os grifos no texto são meus.
 
¹Fonte do Vídeo: Youtube.
²Fonte da Imagem: Blog Afinsophia.

terça-feira, 27 de novembro de 2012

DESMASCARANDO O ECUMENISMO - PARTE 2

 
 
"Houve um tempo em que o ecumenismo religioso era considerado um grande perigo para as igrejas cristãs. Pastores verberavam contra ele. E qualquer comunhão ecumênica entre evangélicos, católicos romanos e espíritas era inimaginável. Mas os tempos mudaram. Hoje, o relacionamento entre padres galãs e celebridades gospel é tão bom que estas até fornecem suas composições àqueles. Certa cantora gospel, inclusive, fez uma canção dedicada a Maria. Juntos, romanistas e evangélicos participam de shows ecumênicos e programas de auditório. “O que nos une é muito maior do que o que nos divide”, argumentam.
 
O ecumenismo — gr. oikoumenikós, “aberto para o mundo inteiro” — prega a tolerância à diversidade religiosa e a oposição a quem defende uma verdade exclusiva. Trata-se de uma armadilha de Satanás, com o objetivo de calar os pregadores da Palavra de Deus. Ele se baseia no princípio “democrático” de que cada pessoa possui a sua verdade. Mas o Senhor asseverou que não existe unidade motivada pelo amor divorciada da verdade da Palavra: “Se me amardes, guardareis os meus mandamentos. [...] Se alguém me ama, guardará a minha palavra” (Jo 14.15-24).
 
Causa estranheza o fato de uma parte do evangelicalismo moderno considerar o ecumenismo religioso biblicamente aceitável. Já ouço pastores dizendo: “A doutrina bíblica divide. É o amor que nos une. A igreja deve ser inclusiva”. A despeito de o Senhor Jesus ter afirmado: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida” (Jo 14.6), está crescendo no meio evangélico a simpatia pelo movimento ecumênico. Nos Estados Unidos, pastores renomados deixaram de falar de Jesus com clareza. Pregam sobre Deus de maneira generalizante, a fim de não ofenderem romanistas, muçulmanos, budistas etc. E, no Brasil, alguns acontecimentos têm preocupado aqueles que ainda preservam a sã doutrina.
 
Recentemente, um conhecido pastor realizou — dentro de um templo evangélico! — um culto ecumênico juntamente com a liderança da Igreja da Unificação, do “reverendo” coreano Sun Myung Moon. “Qual é o problema de um pastor de renome ter amizade com o líder de uma seita? Afinal, todos devem se unir pela paz mundial”, alguém poderá dizer. Não devemos, de fato, odiar o “reverendo” Moon. Mas, como ter comunhão com alguém que, de modo blasfemo, desdenha do sangue derramado pelo Cordeiro de Deus, considerando-o insuficiente para nos purificar de todo o pecado? Moon também se considera um novo Messias que precisou vir ao mundo para concluir a obra que o Senhor não conseguiu realizar. Que blasfêmia! A Palavra de Deus não aprova esse tipo de aliança (2Co 6.14-18).
 
Outro exemplo de ecumenismo religioso é o envolvimento de pastores com o unicismo, uma seita que diz ter a “voz da verdade” e vem tendo livre acesso, através de suas celebridades, às igrejas evangélicas. O pentecostalismo da unicidade é herético, visto que se opõe à doutrina da Trindade, a base das principais doutrinas cristãs. Quem se opõe à tripessoalidade divina (confundindo-a com o triteísmo) nega não apenas a teologia, mas também a própria Bíblia (Gn 1.26 e Jo 14.23), o cristianismo (Mt 28.19 e 2Co 13.13), a deidade do Espírito Santo (Jo 14.16-17 e 16.7-10), a clara distinção entre o Pai e o Filho (Jo 5.19-47 e 14.1-16) e o plano da redenção da humanidade (Jo 3.16 e 17.4-5). Atentemos para a verdadeira voz da verdade, a do Bom Pastor: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz” (Jo 10.17).
 
Pastores e cantores, por falta de vigilância ou movidos por interesses pessoais, estão se prendendo a jugos desiguais com os infiéis, deixando-se enganar pelo ecumenismo religioso. A maior emissora de televisão do Brasil — que sempre estereotipou e ridicularizou os evangélicos — descobriu que nem todos os cristãos são “extremistas” e “fanáticos”. Há um grupo de celebridades gospel que não tem coragem de dizer clara e objetivamente que o Senhor Jesus é o único Mediador entre Deus e os homens (1Tm 2.5 e At 4.12).
 
Em um programa dominical, certa “pastora” resolveu tripudiar sobre os seus “inimigos”, rodopiando com baianas e cantando com sambistas no ritmo das religiões afro-brasileiras. Enquanto ela dançava, a apresentadora, seus convidados e a plateia riam sem parar, numa grande celebração. Que tipo de evangelho “agradável” e “inclusivo” é esse? Lembrei-me imediatamente do que o Senhor Jesus disse, em Mateus 5.11-12: “Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas por minha causa”.
 
Há poucos dias, uma conhecida cantora gospel admitiu, de modo tácito, que o sincretismo religioso é aceitável. Ao concordar com a seguinte frase, dita por um famoso apresentador: “O Caldeirão é uma mistura de religiões”, ela respondeu: “Tem espaço pra todo mundo”. E o pior: depois, escreveu nas redes sociais que se sentiu como Paulo no Areópago... Ora, esse apóstolo não pregou a convivência ecumênica nem apresentou uma mensagem que os atenienses queriam ouvir. Ele disse o que todos precisavam ouvir. Ao chegar a Atenas, “o seu espírito se comovia em si mesmo, vendo a cidade tão entregue à idolatria” (At 17.16). Já a aludida celebridade, deslumbrada, estava sorridente e saltitante.
 
Tenho visto muitos incautos felizes pelo fato de celebridades gospel estarem aparecendo na televisão. Mas não nos iludamos, pois a porta não foi aberta para o Evangelho. O que existe, na verdade, é um projeto ecumênico em andamento, o qual visa a enfraquecer a pregação de que o Senhor Jesus é o único Salvador. Tais celebridades — certamente, orientadas a não falar claramente da salvação em Cristo — têm empregado bordões antropocêntricos, que massageiam o ego das pessoas. Elas não têm a coragem de confrontar o pecado. E apresentam um evangelho light, agradável, apaziguador, simpático, suave, aberto ao ecumenismo.
 
O que está escrito em 1Coríntios 16.9? “Porque uma porta grande e eficaz se me abriu, e há muitos adversários”. Quando Deus verdadeiramente abre-nos a porta da pregação do Evangelho, como a abriu para o apóstolo Paulo, os adversários — Satanás, os demônios e todos os seus emissários — se voltam contra nós. Mas a mídia está aplaudindo de pé esse “outro evangelho” aberto à convivência ecumênica. Preguemos, pois, como Paulo, nesse mundo, que é um grande caldeirão religioso: “Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, em todo lugar, que se arrependam” (At 17.30)."
 
 

Referência:

ZIBORDI, Ciro Sanches. Ecumenismo religioso: uma armadilha de Satanás.
Fonte: Blog do Ciro.

DESMASCARANDO O ECUMENISMO - PARTE 1


"Como nos tempos de Noé, num retrocesso aos cultos à deuses pagãos, Satanás ardilosamente, está preparando uma geração de pessoas rebeldes, cegas e destrutivas, pecadores depravados, consciências imorais, amorais, uma geração que se voltará contra Deus e contra todo tipo de moral e santidade existente.
 
Ecumenismo Religioso é a tentativa de aproximar as grandes e diferentes religiões do mundo. Essa aproximação vai desde cooperação em missões e ação social e política, até união e fusão de credos. A iniciativa tem sido principalmente de órgãos protestantes. O maior deles é o Concílio Mundial de Igrejas (CMI).
 
A filosofia que permite o CMI fazer esta tentativa é o pluralismo. Como o nome já indica, essa filosofia defende a pluralidade da verdade, ou seja, que não existe uma verdade absoluta, mas sim verdades diferentes para cada pessoa. Esse conceito é ambíguo, mas definitivamente já é parte integrante da nossa cultura presente. Ele acredita que seja possível o relacionamento de pessoas com crenças e ideologias diferentes, sem que um tenha de sujeitar suas convicções ao domínio do outro. Para eles, a ideia de converter alguém às suas próprias convicções é politicamente incorreta. A chave está na valorização da negociação e da cooperação em lugar de se tentar provar que se está certo ou errado.
 
O pluralismo religioso, por sua vez, prega o abandono da "arrogância" teológica do cristianismo, nega que exista verdade religiosa absoluta, e exalta a experiência religiosa individual como critério último para cada um. Em suas convicções, a ideia de cristãos tentarem converter pessoas de outra fé ao cristianismo é absurda. O tema da salvação em outras religiões foi discutido na Assembléia Geral do Concílio Mundial de Igrejas. O relatório apresentado trouxe debate considerável. As conversas se arrastam sem produzir qualquer progresso claro.
 
Uma consulta teológica sobre a salvação na Suíça patrocinada pelo CMI, composta por 25 teólogos, trouxe as seguintes conclusões:
 
1) Através da história, pessoas tem encontrado a Deus no contexto de várias religiões e culturas diferentes.
 
2) Todas as tradições religiosas são ambíguas (inclusive o cristianismo), isto é, uma combinação do que é bom e do que é ruim.
 
3) É necessário progredir além de uma teologia que confina a salvação a um compromisso pessoal explícito com Jesus Cristo.
 
Em algumas denominações o pluralismo tem sido proposto como filosofia oficial, como na Igreja Metodista Unida, dos Estados Unidos.
 
É o sonho de uma única religião mundial tomando forma.
 
Ecumenismo Cristão: Este tipo de ecumenismo tenta a aproximação entre os grandes ramos da cristandade, ou seja, a Igreja Católica, a Igreja protestante, e a Ortodoxa, e entre os diversos ramos protestantes entre si. Algum progresso existe. A liderança da Igreja Episcopal e da Igreja luterana Evangélica na América concordou, depois de duas décadas de negociar, darem comunhão entre si, reconhecer os cleros e ordenar bispos em conjunto. Cada grupo retém sua autonomia. A liderança de oito denominações protestantes alcançaram acordo preliminar sobre as suas igrejas, formando uma "comunhão de convenção" na qual cada denominação iria, embora ainda autônoma, aceitar os ministros e sacramentos dos outros.
 
Os católicos romanos continuam dialogando bilateralmente com luterano, líderes da igreja Anglicana e Ortodoxos, em um esforço para achar solo teológico comum. Até mesmo algumas igrejas pentecostais que tendem a ser anti-ecumênico parecem propensas para relações mais abertas. A Igreja Cristã (os Discípulos de Cristo, denominação americana com mais de 1 milhão) entrou para a história ecumênica de protestantes e católicos em sua Assembléia Geral elegendo Monsenhor Philip Morris, padre católico romano, como membro votante da sua Comissão Executiva.
 
Muitas igrejas conservadoras do real Envangelho e da absoluta Verdade Divina - vendo que esse é o único meio que quebra o poder do pecado e faz pessoas santas - , parece que permanecem opostas a esforços ecumênicos. E uma razão ainda maior, é porque a Verdade não deve ser sacrificada no altar da unidade eclesiástica."


Fonte: Youtube

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Israel pode retomar ataques se trégua for quebrada

22 de novembro - Soldados israelenses descansam sobre tanques durante o nascer do sol em posto no sul do país, perto de fronteira com a Faixa de Gaza. Na noite da véspera, o Egito anunciou como mediados que as duas nações chegaram a um cessar-fogo. Lefteris Pitarakis/AP

O ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, mencionou nesta quinta-feira (22) a possibilidade de Israel retomar os ataques à Faixa de Gaza se o movimento Hamas não respeitar o cessar-fogo decidido na véspera, depois de uma semana de confrontos no território palestino.
 
"O cessar-fogo pode durar nove dias, nove semanas ou mais, mas se não durar nós saberemos o que temos que fazer e, neste caso, nós consideramos naturalmente a possibilidade de retomar nossas atividades (militares) em caso de disparos ou de provocações", advertiu Barak na rádio pública.
 
O cessar-fogo era respeitado na manhã desta quinta-feira na Faixa de Gaza depois de uma semana de choques armados, que terminaram com a morte de pelo menos 162 palestinos e de cinco israelenses.
 
A trégua, obtida depois de intensos esforços diplomáticos do Egito e dos Estados Unidos, entrou em vigor às 19h GMT (17h de Brasília), segundo o texto do acordo anunciado no Cairo pelo ministro das Relações Exteriores egípcio, Mohamed Kamel Amr, que estava acompanhado pela secretária de Estado americana, Hillary Clinton.
 
Barak justificou a decisão do governo israelense de renunciar a uma operação terrestre de grande envergadura na Faixa de Gaza, apesar da mobilização de dezenas de milhares de reservistas.
 
Segundo o ministro, é impossível desestabilizar o poder do Hamas sem que Israel ocupe novamente a totalidade da Faixa de Gaza.
 
"Não tenho certeza se isto seria a coisa mais inteligente a fazer", disse.


Fonte: Clique aqui para ler a matéria completa no Portal G1.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Doze foguetes atingem Israel após início do cessar-fogo

21 de novembro - Soldados israelenses tentam se proteger de foguetes lançados de Gaza, perto da fronteira em Israel. Pavel Wolberg/The New York Times.

Eles caíram em áreas desabitadas e não causaram danos, diz porta-voz.
Trégua anunciada por EUA e Egito começou às 17h na região de Gaza.


Doze foguetes disparados a partir da Faixa de Gaza atingiram o sul de Israel na hora seguinte ao início da trégua na região, disse nesta quarta-feira (21) Micky Rosenfeld, porta-voz da polícia israelense.
 
O cessar-fogo entre Israel e o movimento islâmico Hamas começou a vigorar às 21h locais (17h do horário brasileiro de verão), após oito dias de enfrentamentos que mataram mais de 159 pessoas na região da Faixa de Gaza.
 
Os foguetes atingiram áreas desabitadas e não causaram vítimas ou danos, disse o porta-voz.
 
Um porta-voz do Exército disse que alguns foguetes foram interceptados pelo sistema antimísseis israelenses. Ele garantiu que Israel está cumprindo sua parte no acordo.
 
Egito e EUA

O anúncio da trégua foi feito pelo chanceler egípcio Mohammed Kamel Amr , ao lado da secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, com quem teve reunião de mais de duas horas.
 
"O Egito pede a todos para que monitorem a implementação do que foi acordado sob a supervisão do Egito e garantam o compromisso de todas as partes para o que foi acordado", disse Amr.
 
Hillary, que estava na região ajudando o Egito a costurar a trégua, disse que o cessar-fogo chega em um momento "crucial" para os rivais no Oriente Médio.
 
"Este é um momento crítico para a região", disse. "O novo governo do Egito está assumindo a responsabilidade e a liderança que, por muito tempo, tem feito este país a pedra angular da paz e da estabilidade regionais."
 
A principal diplomata americana agradeceu a Morsi pelos esforços de mediação e prometeu trabalhar com os parceiros americanos na região para "consolidar este progresso, melhorar as condições para o povo de Gaza e garantir segurança para o povo de Israel".
 
Imagem de TV local mostra a secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, e o chanceler egípcio, Mohammed Kamel Amr, durante o anúncio do cessar-fogo nesta quarta-feira (21) no Cairo (Foto: AP)
 
Fonte: Clique aqui para ler a matéria completa no Portal G1.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

HAMAS DIZ QUE DECISÃO SOBRE TRÉGUA FOI ADIADA

Imagem tirada da fronteira sul de Israel mostra a artilharia israelense na costa palestina da Faixa de Gaza
 (Foto: Jack Guez/AFP)

Negociações estão ocorrendo no Egito.
Segundo líder palestino, Israel ainda não respondeu a proposta.
 
Uma autoridade do grupo islâmico Hamas, que controla a Faixa de Gaza, afirmou à agência de notícias Reuters nesta terça-feira (20) que os esforços para empreender uma trégua com Israel foram adiados porque o governo israelense precisa responder a propostas, indicando que não haveria cessar-fogo até, no mínimo, esta quarta-feira.
 
"O lado israelense ainda não respondeu, então não iremos realizar uma entrevista coletiva para a imprensa nessa noite e precisaremos esperar até amanhã", disse Ezzat al-Rishq, um líder sênior do movimento Hamas à Reuters.
 
Ainda nesta terça, outra autoridade do grupo palestino, Ayman Taha, disse que a trégua, mediada pelo Egito, iria ser declarada às 19h GMT (17h do horário brasileiro de verão) e que começaria a vigorar três horas depois, à meia-noite local. Fontes da Jihad Islâmica, outro grupo militante, confirmaram a informação. Mais tarde, Israel e o Egito negaram que o acordo tivesse saído.
 
Israel empreende uma ofensiva aérea sob a Faixa de Gaza desde o dia 15, para eliminar o que considera serem "terroristas" do grupo Hamas. Em resposta as - até agora - 130 mortes de palestinos, foguetes são lançados em direção à cidades israelenses, matando até agora cinco cidadãos do país. Segundo o jornal israelense Haaretz, só nesta terça, 140 foguetes foram lançados contra Israel.
 
 
Fonte: Clique aqui para ler a matéria completa no Portal G1.

MAIS DOIS ISRAELENSES MORTOS

Foguetes lançados da Faixa de Gaza
matam dois israelenses
 
Civil e militar morreram, e conflito tem ao menos 125 mortos numa semana. Esforços diplomáticos para um cessar-fogo prosseguiam na região.
 
Dois israelenses, um civil e um militar, morreram nesta terça-feira (20) atingidos por foguetes disparados desde a Faixa de Gaza, segundo autoridades israelenses.
 
O cabo Yosef Fartuk, de 18 anos, foi o primeiro militar de Israel morto no confronto de sete dias com militantes palestinos na região, disse o Exército. Ele foi atingido por um foguete na região de Eshkol. Foi a primeira baixa militar de Israel em sete dias de enfrentamentos.
 
O Ministério da Defesa também confirmou a morte de Alayaan Salem al-Nabari, atingido no sul do deserto de Negev.
 
Os bombardeios, de lado a lado, continuavam nesta terça-feira na região, apesar da iminência de uma trégua mediada pelo Egito.
 
Um foguete foi lançado no início da tarde em direção a Jerusalém, segundo a polícia local, mas não atingiu a cidade, sede do governo de Israel.
 
O braço armado do movimento Hamas reivindicou o disparo de um foguete de longo alcance M75 contra o que os palestinos consideram "a Jerusalém ocupada".
 
Uma forte explosão foi ouvida na cidade, após as sirenes antiaéreas terem soado, segundo testemunhas da agência Reuters.
 
O foguete, o segundo lançado contra a cidade em uma semana, teria caído em uma área aberta a leste da cidade, segundo o Canal 2 da TV local.
 
O incidente ocorre após uma semana de escalada de violência entre Israel e os palestinos da Faixa de Gaza, que provocaram pelo menos 125 mortes -120 de palestinos, 5 de israelenses.
 
20 de novembro - Soldado israelense limpa o canhão de um tanque em base de Israel próxima à Faixa de Gaza.
Foto: Jack Guez/AFP
 
Fonte: Clique aqui para ler a matéria completa no Portal G1.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

SERÁ NO EGITO A SEDE DA COALIZÃO OPOSITORA SÍRIA

A nova coalizão da oposição síria, fundada há uma semana em Doha, terá sua sede no Egito, anunciou nesta segunda-feira (19) seu presidente, Ahmad Moaz al-Khatib, à agência oficial egípcia Mena.
 
"Foi decidido que a Coalizão Nacional Síria terá o quartel-general no Egito", declarou Khatib à Mena depois de se reunir com o ministro egípcio das Relações Exteriores, Mohammed Kamel Amr.
 
No fim de semana, foi anunciado que a coalizão irá nomear um embaixador na França. A definição ocorreu durante reunião do chefe do grupo, Ahmad Moaz al-Khatib, com o presidente francês, François Hollande.
 
"Haverá um embaixador da Síria na França designado pelo presidente da Coalizão", declarou Hollande à imprensa após um encontro de mais de uma hora com o chefe desta nova organização, Ahmad Moaz al-Khatib.
 
 
 
Fonte: Clique aqui para ler a matéria completa no Portal G1.

Ministro Joaquim Barbosa assume presidência do STF

 
 Perto de completar dez anos no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Joaquim Barbosa assume a presidência da Corte na próxima quinta-feira (22). Em cerimônia para cerca de 2 mil convidados, Barbosa passará a ser o chefe do Judiciário nacional pelos próximos dois anos.
 
Já estão confirmadas as presenças da presidenta da República, Dilma Rousseff, e dos presidentes do Senado, José Sarney, e da Câmara dos Deputados, Marco Maia. Entre centenas de autoridades, a lista de Barbosa também inclui convidados que não pertencem ao ambiente de poder de Brasília, como os atores Lázaro Ramos e Taís Araújo.
 
A cerimônia começará uma hora mais cedo que o usual – às 15h – e terá o mesmo esquema de segurança que vem sendo usado nas sessões de julgamento da Ação Penal 470. Após a execução do Hino Nacional, Barbosa deixa o posto de presidente em exercício, assumido a partir de amanhã, segunda-feira, 19, para ser empossado pelo decano da Corte, ministro Celso de Mello.
 
Já na função de presidente, Barbosa empossará Ricardo Lewandowski como vice. Ambos vêm trocando farpas durante o julgamento da Ação Penal 470 como relator e revisor, mas garantem que as divergências estão restritas ao processo e não chegam ao nível pessoal ou institucional.
 
Na etapa dos pronunciamentos oficiais, Barbosa surpreendeu ao escolher o ministro Luiz Fux para falar em nome da Corte. Os últimos quatro presidentes do STF – Ellen Gracie, Gilmar Mendes, Cezar Peluso e Carlos Ayres Britto - foram saudados pelo ministro Celso de Mello, mais antigo integrante do Tribunal desde a aposentadoria de Sepúlveda Pertence em 2007. Também foi Mello quem falou na despedida de Carlos Ayres Britto, na última quarta-feira (14).
 
Ainda estão previstos os pronunciamentos do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, e do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante. Barbosa será o último a falar. O gabinete não divulgou o conteúdo do pronunciamento, mas garante que o ministro será breve.
 
O futuro presidente também inovou ao restringir a tradicional fase de cumprimentos no Salão Branco do STF apenas para os ministros do STF, parentes e algumas autoridades. Em geral, essa etapa é a mais longa da programação, com horas de duração e exaustão dos empossados, que permanecem de pé em uma área reservada do salão aguardando a saudação de todos os visitantes em fila.
 

Fonte: Clique aqui para ler a matéria completa no site Agência Brasil.

BARACK OBAMA APOIA DEFESA DE ISRAEL

 
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste domingo (18) apoiar totalmente o direito de Israel de se defender, mas disse que seria "preferível" evitar uma ofensiva terrestre israelense na Faixa de Gaza. Ele também pediu pelo fim dos ataques de foguetes por militantes de dentro da Faixa de Gaza, a fim de que o processo de paz pudesse avançar.
 
"Não há nenhum país no mundo que toleraria mísseis jogados contra seus cidadãos do lado de fora de suas fronteiras", disse Obama. "Apoiamos totalmente o direito de Israel de se defender".
 
O presidente dos EUA também afirmou que os disparos de foguetes palestinos na direção a zonas habitadas de Israel preciptaram a crise em Gaza, onde o exército israelense lançou novos ataques aéreos. Ele fez os comentários em uma coletiva de imprensa na Tailândia durante visita ao sudeste da Ásia.
 
Israel ameaçou neste domingo intensificar a operação militar que bombardeia Gaza pelo quinto dia consecutivo, matando nove palestinos, ao mesmo tempo em que prosseguiam os esforços diplomáticos para alcançar uma trégua. Já são 55 os palestinos mortos desde quarta-feira (14), início da operação "Pilar Defensivo", enquanto três israelenses perderam a vida por foguetes lançados a partir da Faixa de Gaza.
 
Questionado se acreditava que uma invasão terrestre israelense provocaria uma escalada do conflito e se ele iria apoiar tal movimento, Obama disse que tinha estava em contato regular com os líderes do Egito e da Turquia para garantir a sua ajuda para evitar os foguetes do Hamas, que ele chamou de "eventos precipitantes" no conflito.
 
"Minha mensagem para todos foi de que Israel tem todo o direito de esperar que não ocorram disparos de mísseis em seu território", disse Obama em seu primeiro comentário público sobre a crise de Gaza.
 
"Se isso pode ser feito sem um aumento da atividade militar em Gaza, que é preferível, não apenas para o povo de Gaza, mas também é preferível para os israelenses porque, se as tropas israelenses estão em Gaza, há muito mais risco de incorrer em mortes ou ferimentos ", disse ele.
 
 
FonteClique aqui para ler a matéria completa no G1

domingo, 18 de novembro de 2012

AVISO DE ATAQUE A JERUSALÉM

IRON DOME - O SISTEMA DE DEFESA ISRAELENSE

 
O mais novo sistema de defesa israelense surpreendeu positivamente ao responder os ataques deste final de semana. Conhecido como Iron Dome, ou Cúpula de Ferro, trata-se de um sistema de defesa que visa abater no ar os foguetes que são disparados contra Israel.
 
Tendo recebido generoso apoio do Governo Norte Americano, o sistema foi posto em ação na noite de ontem e na manhã de hoje e conseguiu um sucesso tal que está sendo festejado entre os militares israelenses.
 
O sistema Iron Dome abateu 27 dos 29 foguetes que foram disparados contra Beersheba, Ashdod e Ashkelon. Os outros dois outros explodiram em campos abertos.
 
Trata-se da mais alta taxas de sucesso para o sistema de defesa até o momento.
 
No sul de Israel as sirenes estão tocando à cada novo lançamento de foguetes. O Governo também exortou que não sejam realizados nenhum evento que reúnam mais de 500 pessoas.
 
O chefe maior das Forças de Defesa de Israel, Benny Gantz, alertou à população a não menosprezar o perigo. Embora o Iron Dome seja um sucesso absoluto, “as instruções do comando indicam que para salvar vidas é necessário que se busque uma área de segurança todas as vezes que o alarme soar”, concluiu Gantz.
 
O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, falou por telefone com o prefeito de Ashkelon, Benny Vaknin, para inteirar-se da situação de momento no terreno. Netanyahu manifestou o seu apoio e preocupação com o bem-estar dos moradores de Ashkelon diante do impiedoso ataque de foguetes.


Fonte: Blog NOTÍCIAS DE SIÃO.

ISRAEL PREPARA-SE PARA "EXPANDIR" AS OPERAÇÕES EM GAZA

 
Numa declaração feita esta manhã à rádio de Israel, o primeiro-ministro Netanyahu afirmou que Israel se prepara para alargar significativamente a sua operação em Gaza: "Estamos a pagar um elevado preço por causa do Hamas e das organizações terroristas, e as FDI (Forças de Defesa de Israel) estão preparadas para uma significativa expansão da operação."
 
E acrescentou: "Os soldados estão preparados para qualquer actividade que venha a ter lugar."
 
Os mais recentes ataques aéreos israelitas atingiram um centro de comunicação social na Gaza City. Segundo informação dos palestinianos, 6 jornalistas ficaram feridos.
 
Segundo a informação prestada esta manhã por Netanyahu, as operações de Israel já atingiram cerca de 1.000 alvos terroristas na Faixa de Gaza, e as operações irão ser continuadas, acrescentando ainda o primeiro-ministro que as FDI já causaram "estragos significativos em armas destinadas a atacar o povo de Israel."
 
MÍSSIL CONTRA TEL AVIV INTERCEPTADO PELO IRON DOME ESTA MANHÃ
 
Hoje de manhã foi disparado mais um míssil contra Tel Aviv (o 4º), mas que foi interceptado e destruído pelo Iron Dome. Outro rocket foi disparado contra a cidade de Askhelon, mas sem danos de monta.
 
Míssil interceptado esta manhã pelo Iron Dome


 
Fonte: Site SHALOM ISRAEL.

IMAGENS DO CONFLITO ENTRE HAMAS E ISRAEL

 
Soldados israelenses tomam posição na fronteira com Gaza
17 de novembro de 2012
Crédito: MENAHEM KAHANA/AFP


Jovem palestino provoca soldados israelenses em Jalama
17 de novembro de 2012
Crédito: SAIF DAHLAH/AFP


Jovens palestinos atacam soldados com pedras
17 de novembro de 2012
Crédito: SAIF DAHLAH/AFP
 
 
Dano em domincílio causado por míssel
17 de novembro de 2012
Crédito: DAVID BUIMOVITCH/AFP
 

Destruição em prédios na cidade de Ashdod
17 de novembro de 2012
Crédito: DAVID BUIMOVITCH/AFP

Bombeiros tentam conter fogo após bombardeio palestino
17 de novembro de 2012
Crédito: DAVID BUIMOVITCH/AFP


Bombeiros tentam conter fogo após bombardeio palestino
17 de novembro de 2012
Crédito: DAVID BUIMOVITCH/AFP


Sistema de defesa tenta interceptar míssil de Gaza na cidade portuária de Ashdod
15 de novembro de 2012
Crédito: Tsafrir Abayov, AP


Foguete vindo da Faixa de Gaza atinge apartamento e causa a morte de três pessoas em Kiryat Malachi
15 de novembro de 2012
Crédito: Tsafrir Abayov, AP


Prédio sofre ataques aéreos e bombardeios na cidade de Gaza
15 de novembro de 2012
Crédito: Hatem Moussa, AP


Manifestante palestino corre em meio a uma fumaça de gás lacrimogênio devido a confrontos contra as operações israelenses na Faixa de Gaza, próximo à cidade de Ramallah
15 de novembro de 2012
Crédito: Majdi Mohammed, AP
 
 
Palestino pede ajudar para salvar homem preso sob carro após ataque aéreo na Faixa de Gaza
15 de novembro de 2012
Crédito: Marco Longari/AFP

Paramédicos palestinos tentam reanimar homem ferido em ataque aéreo israelense
15 de novembro de 2012
Crédito: Mohammed Abed/AFP



Estudantes israelenses e palestinos empunham bandeiras durante manifestação na Faixa de Gaza
15 de novembro de 2012
Crédito: Ahmad Gharabli/AFP


Israel realizou mais de 20 ataques ao território palestino
15 de novembro de 2012
Crédito: Jack Guez/AFP


Israelense morreu em ataque coordenado por militantes palestinos
15 de novembro de 2012
Crédito: Jack Guez/AFP
 


Palestinos rezam no enterro do chefe militar do Hamas, morto em bombardeio
15 de novembro de 2012
 Crédito: Mahmud Hams/AFP


Mulheres choram sobre o corpo de parente morto em ataque
15 de novembro de 2012
Crédito: Said Khatib/AFP


Palestinos inspecionam área atacada na Faixa de Gaza
15 de novembro de 2012
Crédito: Mahmud Hams/AFP


Israel manteve série de ataques aéreos na manhã de 15 de novembro de 2012
Crédito: Mohammed Abed/AFP



Ataques aéreos israelenses já mataram mais de 10 moradores de Gaza
15 de novembro de 2012
Crédito: Marco Longari/AFP


Fonte: Site ZERO HORA.